A ORIGEM DO CÃO

Árvore de origem      

 

/Os cientistas acreditam que a a cerca de 40 milhões de anos surgiu o miacis, uma criatura semelhante a doninha. Esta criatura é considerada o ancestral dos felinos, canídeos e outros animais carnívoros. Sua origem seria os creodontes, um grupo de mamíferos primitivos que viveu a cerca de 140 milhões de anos e conviveu com os dinossauros.
     Um outro ancestral do cão se desenvolveu aproximadamente 21 milhões de anos mais tarde, o cynodictis, dele descendem os reais antepassados primitivos dos canídeos, o cynodesmus. O cynodesmus era um mamífero maior que os antecessores. Foi sucedido pelo tomarctus, que originou os canídeos.

     Quando falamos de canídeos, estamos falando de cerca de 37 espécies de lobos, chacais, raposas, cães selvagens e domésticos.
     Todos são carnivoros e possuem habilidades especificas para a caça. Seus dentes são usados para matar a presa, mastigar a carne, roer os ossos e quando necessário para lutas internas no grupo em que vivem, também chamado de matilha.
     Para a caça, têm desenvolvido a visão, audição, olfato e pernas longas, próprias para corridas rápidas, o que lhes permite perseguir e pegar a presa com rasoável facilidade.
     Os pêlos são de diversos comprimentos e texturas. A pelagem é mais densa em climas frios e mais curta nos quentes, a oleosidade natural a deixa impermeavel a água, o que os protege em dias de chuva.
     Os canídeos pisam com a ponta dos dedos. Têm 5 "dedos" nas patas dianteiras e 4 nas patas traseiras. Os cães domésticos podem ter um quinto dedo na pata traseira que, principalmente nos cães de raça, costuma ser extirpado. A maioria dos canídeos acasala um vez por ano, apriximadamente aos dois meses de gestação nascem os filhotes. A mãe amamenta os filhotes e cuida deles por vários meses, ajudada pelo restante da matilha ou do macho.
     Os canídeos podem ser divididos em dois grupos: os caçadores solitários e os caçadores sociais. Os caçadores solitários, como as raposas e os cães selvagens da América do Sul, vivem isolados a não ser para acasalar e ou criar os filhotes. Os Caçadores sociais, como o lobo, o coiote e o cão doméstico, têm um comportamento parecido com o de uma família humana. Nas alcatéias, cada indivíduo sabe qual animal está acima ou abaixo dele na hierarquia familiar e lutará, se necessário, para manter ou melhorar sua posição.

     A ciência não deu ainda uma resposta definitiva à pergunta de como se originou o cão doméstico. Não há dúvida quanto à sua classificação zoológica, a família dos canídeos, canidae. Mas ao se tentar estabelecer quando, onde e de que tronco o cão evoluiu, apresentam-se quatro possibilidades:

  1. Que descenda do lobo.
  2. Que descenda do chacal.
  3. Que descenda de um espécie de cão selvagem, hoje extinta e da qual ainda não se teria encontrado vestígio.
  4. Que descenda do cruzamento do lobo e chacal
    Hoje, acredita-se que o cão doméstico descenda do lobo. E existem algumas evidências que parecem confirmar tal teoria:
  • O lobo é o único membro da família canidae que apresenta a inteligência e o comportamento social altamente desenvolvidos, características também do cão.
  • A formação dentária dos lobos é muito semelhente a dos cães.
  • Lobos e cães podem cruzar, gerando descendência fértil (chacais e coiotes também podem).
     Mas quando e onde o cão foi domesticado? Foi estabelecido que o homem domesticou o cão entre 15.000 e 13.000 anos atrás. Contudo, existem pinturas rupestres de 50.000 anos de idade, encontradas em cavernas espanholas, que mostram homens caçando com cães.
     O Dingo (cão selvagem australiano) ainda é uma incógnita pois é um cão e foram encontrados fósseis de 50.000 anos atrás na Austrália. A única maneira pela qual o Dingo poderia ter chegado à este continente seria junto com o homem, como animal (semi)domesticado, antes da separação do continente asiático, a "ponte" entre os dois continentes desapareceu quando o leito do mar se elevou devido ao degelo, no período mesolítico. Estas evidências sugerem que os cães já estivessem ligados ao homem há, pelo menos, 50.000 anos.
     O que é considerado certo é que o cão foi o primeiro animal domesticado pelo homem.